Qual a diferença entre poesia, poema e soneto?

O gênero lírico é principalmente caracterizado pela subjetividade. Neste gênero os escritores ficam livre para expressar seus sentimentos, buscando a empatia do leitor. Qual a diferença entre poesia, poema e soneto

Os principais elementos do gênero lírico são a poesia, poema e soneto. Mas você sabe a diferença entre eles? Neste artigo iremos explicar e dar exemplos para facilitar o entendimento do assunto.

Caso queira ir diretamente para alguma parte da matéria, utilize o menu a esquerda “Navegue pelo conteúdo do artigo”.

Poesia

O renomado escritor Oswald de Andrade, certa vez, disse: “Aprendi com meu filho de 10 anos que poesia é o descobrimento das coisas que nunca vira antes”. A poesia pode se apresentar em diversas ocasiões, numa situação cotidiana, numa fotografia, nas artes plásticas, numa paisagem ou num poema. A poesia não é exclusividade da literatura. Ela pode está associada a criatividade e não à literatura. É uma definição ampla, que pode estar presente em diversos aspectos e manifestações artísticas.

Poema

O poema é um elemento que pertence gênero lírico com algumas características marcantes que tornam fácil sua identificação. Entre essas características podemos destacar a escrita em versos e estrofes, a musicalidade de a linguagem metafórica. Abaixo temos um exemplo de poema de Carlos Drummond de Andrade.

Memória

Amar o perdido
deixa confundido
este coração.

Nada pode o olvido
contra o sem sentido
apelo do Não.

As coisas tangíveis
tornam-se insensíveis
à palma da mão

Mas as coisas findas
muito mais que lindas,
essas ficarão.

Soneto

O soneto tem origem na Itália, datando da primeira metade do Século III. Ele tem uma estrutura mais rígida, composto por quatro estrofes e com todos os versos decassílabos, ou seja, dez sílabas poéticas. Abaixo temos um exemplo de soneto por Vinícius de Morais:

Soneto de Fidelidade

De tudo ao meu amor serei atento
Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento.

Quero vivê-lo em cada vão momento
E em seu louvor hei de espalhar meu canto
E rir meu riso e derramar meu pranto
Ao seu pesar ou seu contentamento

E assim, quando mais tarde me procure
Quem sabe a morte, angústia de quem vive
Quem sabe a solidão, fim de quem ama

Eu possa me dizer do amor (que tive):
Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure.

Conclusão sobre o artigo Qual a diferença entre poesia, poema e soneto?

Com a explanação deste artigo, acreditamos que fica mais fácil agora para você identificar a diferença entre a poesia, o poema e o soneto. A poesia pode estar presente em tudo praticamente. O poema é um elemento literário, assim como o soneto, sendo o último uma escrita de forma mais rígida. Se você gostou deste artigo você pode acessar outros semelhantes na seção de Curiosidades da nossa página.

Fontes:

http://portugues.uol.com.br/literatura/diferencas-entre-poesia-poema-soneto.html

Compartilhe essa informação:

5/5 (1)

Por favor, avalie esse artigo:

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

shares