Hidrocarbonetos → Nomenclatura e Aromáticos

Em química é muito comum termos dúvidas. Aqui vamos falar um pouco sobre a nomenclatura e sobre os Hidrocarbonetos aromáticos para  entenda rapidamente um pouco sobre o tema.

Hidrocarbonetos são compostos por átomos apenas de hidrogênio e carbono. Algumas vezes os mesmos reagem com átomos de outras substâncias como oxigênio, nitrogênio e enxofre, formando compostos de outros grupos funcionais.

Claro que esse texto é só um resumo condensado do tema para que possa ver de maneira rápida fatores importantes sobre o assunto. Veja mais abaixo um pouco sobre o tema:nomenclatura de hidrocarbonetos aromaticos

Hidrocarbonetos Aromáticos

Vamos começar falando sobre os Aromáticos. São compostos, geralmente, caracterizados por possuírem um ou mais anéis benzênicos. São poucos os outros compostos aromáticos que não são formados por anéis benzênicos.

Ou seja, são um conjunto de átomos de hidrogênios e carbonos de cadeia fechada. Podendo ser representados pela figura abaixo:benzeno representação

Podem ser vistos com mais detalhes no site do Toda Matéria.

Nomenclatura de Hidrocarbonetos

Esse é uma das coisas mais difíceis desse assunto: dar nome aos bois. Claro que existem várias regras e técnicas que devem ser usadas, mas, basicamente, poderá ver na tabela abaixo alguns prefixos de formação:Tabela de nomenclatura de hidrocarbonetos

Sendo que o nome é formador por: prefixo + indicativo de ligação + O (terminação de hidrocarbonetos)

Indicativo de ligação

Existem várias ligações que podem ser feitas nesses compostos. De acordo com a mesma será gerada a parte do meio do nome do composto. Veja abaixo eles:

Alcanos: apenas ligações simples 

Nesse caso é colocado apenas sufixo ano como forma de representar o nome. Como exemplos temos:

  • metano;
  • etano;
  • propano;
  • butano;
  • pentano.

Alcenos: uma ligação dupla

Nesse caso utiliza-se o sufixo ileno ou eno. Quando o alceno tiver mais de dois átomos de carbono deve-se indicar a posição da ligação com um número que indica o local da ligação, seguido de um traço e do nome do composto. Como exemplos temos:

  • eteno;
  • etileno;
  • 1-penteno;
  • 2-penteno;
  • 1-buteno;
  • 2-buteno.

Alcadienos: duas ligações duplas

Apresentam duas ligações duplas na sua cadeia aberta. O prefixo dieno mostra que há duas ligações duplas. Também, como no anterior, deve´se indicar o local onde estão as mesmas quando for o caso. Veja abaixo alguns exemplos:

  • propadieno;
  • 1,3-butadieno;
  • 1,2-butadieno;
  • 2,5-octadieno;
  • 2,3-octadieno.

Ciclanos: cadeia fechada saturada

Esses são compostos que possuem a cadeia fechada e apenas ligações simples. Nesse caso a nomenclatura continua a mesma, apenas acrescentando a palavra ciclo antes do nome do composto como seria em cadeia aberta.

  • ciclopropano;
  • ciclobutano;
  • ciclopentano;
  • ciclopentano;
  • cicloexano.

Ciclenos: cadeia fechada com uma ligação dupla 

São compostos de cadeia fechada e que apresentam apenas uma dupla ligação. Nesse caso continua-se usando o sufixo eno, apenas com o acréscimo do prefixo ciclo antes da palavra.

Exemplos:

  • ciclopropeno;
  • ciclobuteno;
  • ciclopenteno;
  • ciclopenteno;
  • cicloexeno.

Nomenclatura dos aromáticos

Existem vários quesitos para nomear os compostos aromáticos, sugiro que leia um artigo como o da Wikipédia para ver mais sobre o tema. Mas, basicamente, podem ser vistos os principais compostos do tipos com seus nomes na imagem abaixo:Nomenclatura hidrocarbonetos benzeno

E aí, o que achou sobre esse artigo com informações sobre a nomenclatura dos hidrocarbonetos e com os aromáticos? Deixe um comentário com dúvidas, sugestões ou críticas para que possamos ajudar um número maior de pessoas.

Compartilhe essa informação:

5/5 (2)

Por favor, avalie esse artigo:

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

shares